Reflexões sobre o envelhecer… - 31.08.16

 Envelhecer

O envelhecimento é um processo natural na vida do homem: é a última e, talvez a mais longa, das etapas vividas pelos seres humanos. Durante a trajetória de vida, o idoso experiencia a infância, adolescência e adultez, não devendo ser considerada uma doença somente pelo fato de ter envelhecido.

Seria dizer em outras palavras que a quantidade de anos ou qualidade dos mesmos dependerá de sua saúde e condições de vida durante todo o processo vivenciado e só quem não ultrapassa essa idade não poderá vivenciar tal fase.

No mundo em que vivemos, o envelhecimento é o único elo que existe e vai perdurar para sempre entre nós seres humanos, é uma realidade da qual não podemos fugir, nem adiar, pois ele acontece, desde o momento da nossa concepção até o momento da nossa morte, independente de nossa vontade.

Pessoas saudáveis e otimistas têm mais condições de se adaptar às transformações trazidas pelo envelhecimento. Elas estão mais propensas a verem a velhice como um tempo de experiência acumulada, de maturidade e liberdade para assumir novas ocupações.

Então nada como arregaçar as mangas desde já e tomar o leme de sua vida, não importando com quantos anos você se encontra neste momento, lembre-se o que importa são as metas por fazer e que seus planos podem ser mudados à medida que lhe aprouver.

Viver saudavelmente exige mudanças de postura, de escolhas nem sempre imediatas, abdicar de hábitos arraigados, decisões às vezes difíceis no começo, mas que ao final de uma década fazem toda a diferença.

Infelizmente não fomos acostumados à prevenção, por vezes deixamos para depois a alimentação saudável em detrimento da rapidez do cotidiano; tomamos poucos líquidos, nem mesmo um litro por dia; Mesmo sabedores que somos destinados ao movimento deixamos de lado o exercício e o ócio nos carrega para o sofá que nos encarcera; perdemos tempo nos preocupando com a vida alheia enquanto os nossos mais próximos poderiam ser mais bem cuidados, deixamos de lado muitas vezes nossas emoções e sentimentos em favor dos outros ou soterramos nas compras fúteis somente para termos algo que logo em seguida descartaremos.

Nessa etapa de vida em que o final parece ser um escuro e fundo túnel não deixe que isso aconteça, faça esse processo parar se assim já está se sentindo e se preciso for procure auxílio, lembre-se que há profissionais muito bons para conduzi-lo neste momento ou então um bom amigo pode ser um fiel escudeiro e assim transpassarem caminhos desconhecidos de maneira harmoniosa ou pelo menos possível.

A família é um apoio inestimável, porém nestes tempos corridos em que vivemos nem sempre estão próximos, caso seja este seu caso busque quem possa substituir, mesmo que temporariamente, para que não sinta tanto a ausência e assim poder seguir seu trilhar normal como ser humano pleno de vida e cheio de alegria por ser digno de ter conquistado tantos feitos e ainda tanto a fazer.

Lembre-se somos temporários nesta terra, devemos deixar nosso legado ao mundo que é permanente, pois como dizia o ilustre poeta: “eles passarão e nós, passarinho!”.